Tags

, , , , , , , , , , , , , , , ,

Há pelo menos cinco dias, nossa filhinha de um ano e cinco meses está com otite e neste domingo, inesperadamente, a febre voltou de forma mais forte. Passamos, minha esposa e eu, preocupados, buscando fazer o possível para ajudá-la esperançosos que o antibiótico fizesse efeito e ela melhorasse. Ocorre que, às 22h a febre aumentou ainda mais e alcançou quase 39ºC. Decidimos levá-la ao plantão médico, que estava lotado no Hospital da Criança em Porto Alegre. Nossa consulta foi marcada somente para às 3h30min da madrugada.

Durante a espera, notei os demais que aguardavam sentados na sala. Todos casais. Mãe, filho(a) e… pai. Sim, os pais estavam lá, ao lado das mães e dos filhos, dando apoio e ajudando a acalmar as crianças em uma madrugada de domingo para segunda-feira. Fiquei imaginando que se fossem alcoólicos na ativa, certamente não poderiam estar ali naquele momento, teriam passado o domingo se embriagando e estariam inúteis. Essa foi a parte boa. Mas a parte ruim dos meus pensamentos foi que também pensei que poderia haver em uma capital de 1,5 milhão de habitantes, crianças doentes em casa e mães que não puderam contar com os pais para dirigir ou mesmo acompanhá-las ao hospital. Senti-me feliz por poder estar lá, mas também triste pelos momentos em que, quando na ativa, não pude ajudar minha esposa, não estive disponível e, pior, ainda causava mais problemas e preocupações.

Estar disponível sempre é uma das grandes alegrias de um alcoólico em recuperação. Sentir-se útil e saber que as pessoas confiam em ti 24 horas por dia é uma coisa maravilhosa. E disponíveis também estavam meus companheiros em recuperação. Ao dar o “boa noite” no nosso grupo do WhatsApp, falei sobre minha situação. E recebi apoio deles. Foram solidários e me enviaram mensagens que me fizeram ficar ainda mais tranquilo para encarar a situação, que era nova para mim.

Hoje não pude ir ao trabalho para ficar cuidando da minha pequena. Agora ela dormiu e resolvi escrever o post diário aqui no blog. Agradecido ao Poder Superior por ela estar melhor, por eu estar firme em recuperação e pelos meus companheiros, despeço-me por hoje.

Um abração e mais 24 horas serenas e sóbrias para todos nós.

Anúncios