Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

No site de Al-Anon dos Estados Unidos há uma lista de perguntas, intitulada “Você cresceu em uma casa alcoólica?” O texto destas questões oferecem uma visão sobre alguns aspectos de crianças que são afetadas por crescer em uma casa alcoólica.

Confira e reflita se você se enquadra:

1. Você busca constantemente aprovação e afirmação?

Pode ser porque você realmente não saiba o que é “normal”. Você tem de tentar descobrir a partir das ações e reações dos outros.

2. Você não consegue reconhecer as suas realizações?

O que parece rotina para você pode ser considerado overachieving (expressão em inglês para descrever pessoas que fazem muito para alcançar mais sucesso do que o esperado) por todos ao seu redor.

3. Você tem medo de crítica?

Na infância, a crítica muitas vezes foi acompanhada de alguma forma de abuso, verbal ou não.

4. Você extrapola?

Apenas transportar uma carga normal de trabalho nunca foi bom o suficiente. Você tinha que fazer mais para evitar a ira do alcoólatra.

5. Você já teve problemas com o seu próprio comportamento compulsivo?

Sem saber, você provavelmente desenvolveu um padrão na infância de se aproximar de um comportamento alcoólico, mesmo que você não beba.

6. Você tem necessidade de perfeição?

Um pequeno deslize e o alcoólatra pode explodir em raiva. Esse medo profundo pode estar presente em você na idade adulta.

7. Você se sente desconfortável quando sua vida está indo bem, antecipando-se continuamente problemas?

O alcoólatra sempre sabotou os “bons tempos”, como feriados, aniversários, férias, etc. As coisas nunca acabaram a nunca ocorreram como foram planejadas.

8. Você se sente mais vivo no meio de uma crise?

As pessoas podem se tornar viciadas em emoção. Elas acham pessoas e situações “normais” chatas.

9. Você ainda se sente responsável por outras pessoas, como você fez com o bebedor problema em sua vida?

Há sempre esse sentimento persistente de que você fosse de alguma forma responsável pelo beber do alcoólatra. Sente que talvez se você tivesse feito algo diferente, ele teria melhorado.

10. Você se importa com os outros facilmente e tem dificuldades para cuidar de si mesmo?

Você está confortável no papel de “cuidador”, mas extremamente desconfortável fazer as coisas por si mesmo, como gastar dinheiro em algo apenas para você.

11. Você se isola das outras pessoas?

Se eles chegarem muito perto, eles podem descobrir seus “segredos”.

12. Você tem medo de figuras de autoridade e as pessoas com raiva?

As figuras de autoridade em sua infância eram provavelmente abusivas. Você espera o mesmo de todas as figuras de autoridade. Quando o alcoólatra ficou com raiva, normalmente significava que algo extremo estava prestes a acontecer.

13. Você sente que os indivíduos e a sociedade em geral estão tirando vantagem de você?

Você cresceu com alguém que era um especialista em controlar e manipular todos à sua volta. A confiança não é algo que vem naturalmente.

14. Você tem problemas com relacionamentos íntimos?

Possivelmente o único “amor” que você viu demonstrado na infância era o amor que o alcoólatra tinha para com a garrafa.

15. Você confunde piedade com amor, como você fez com o bebedor problema?

Você pode ser atraído por pessoas que “precisam” você ou as pessoas que você sabe que você pode “ajudá-las”.

16. Você atrai e/ou busca pessoas que tendem a ser compulsivas e abusivas?

Novamente, as pessoas normais tendem a aborrecer e você não entende-as. Você se sente mais confortável em torno de pessoas que você pode se relacionar e não vão julgá-lo.

17. Você se apega a relacionamentos porque está com medo de ficar sozinho?

Pode ser seu medo profundo do abandono. De um jeito ou de outro, seu pai ou mãe alcoólatra emocional ou fisicamente o trocou pela garrafa.

18. Você desconfia de seus próprios sentimentos e dos sentimentos expressos pelos outros?

Quantas vezes você já ouviu: “Eu sinto muito. Não vai acontecer de novo.” Mas aconteceu.

19. Você acha que é difícil identificar e expressar suas emoções?

Foi dito a você que não era bom chorar. Você nunca foi autorizado a ficar com raiva e se foi, enfrentou sérias consequências ou ridicularização.

20. Você acha que o beber de seu alcoólico pode ter afetado você?

Nem todo mundo que bebe é um alcoólatra. Mas seria extremamente difícil de crescer em torno de um beber em excesso e não ser de algum modo afetado.
Se você respondeu sim a alguma destas perguntas, pode ter sido mais afetados do que pode perceber pela doença familiar do alcoolismo. Se assim for, você pode querer aprender mais sobre a doença, lendo mais sobre o assunto ou visitando grupos de Al-Anon.


CONFIRA OUTROS POSTS DESTE BLOG RELACIONADOS AO ASSUNTO:

Anúncios