Tags

, , , , , , , , , , , , , , , ,

Ter ansiedade é viver como se fosse ameaçado o tempo todo. O medo do futuro e de situações ruins que podem acontecer é torturante e provoca, inclusive, sintomas físicos desconfortáveis como o coração a mil (palpitações), frio na barriga, boca seca, tensão muscular, suor, vontade de ir ao banheiro e pernas bambas. Por causar sensações desagradáveis e não ser saudável em excesso, é importante buscar formas de vencer essa guerra. Ou, pelo menos, estar mais preparado para as lutas diárias. Para te ajudar a enfrentar a ansiedade, separamos algumas dicas para serem colocadas em prática ainda hoje.

1. Filtro da realidade

Se tem algo que todo ansioso faz é se preocupar muito com coisas ruins que poderiam acontecer. E quanto mais nos concentramos nos sentimentos negativos e nas situações que não aconteceram, mais alimentamos o “bichinho” da ansiedade.

Sendo assim, buscar o filtro da realidade é uma forma de equilibrar os pensamentos. É aprender a reconhecer a nossa tendência de superestimar as chances de que coisas ruins vão acontecer. Em vez de sempre pensar no pior, busque pensar que tudo dará certo. Não é questão de ilusão, mas, sim de equilibrar as emoções.

2. Não piore seu medo

Atos como buscar diagnósticos na internet, além de induzir ao erro, podem aumentar a ansiedade. Como falamos no começo deste texto, a ansiedade provoca sintomas físicos. Esse desconforto pode ser interpretado por alguns ansiosos como algo perigoso, como uma nova doença. Em vez de piorar o seu medo, buscando na internet os sintomas ou pensando negativamente, procure um médico e tire suas dúvidas.

3. Exponha-se gradualmente

Confrontar os medos não é fácil, mas é um dos princípios para reduzir a ansiedade. Uma excelente forma de fazer isso é expor-se gradualmente, ou seja, ir aos poucos. Por exemplo: se o que te provoca ansiedade é falar em público, faça uma lista de situações – da mais simples até a mais aterrorizadora. A partir de então, procure enfrentar cada uma como forma de vencer os desconfortos da ansiedade.

Atenção: não tenha medo de listar as situações nas quais você evita. A ideia é que você possa vencer as dificuldades, não apenas se expor ao que já está acostumado.

4. Registre sua batalha

Ressuscitar ou criar o hábito de manter um diário pode ajudar muito no combate a ansiedade. Anote ou grave como você se sente quando exposto aos seus gatilhos de ansiedade. Além de ser uma forma no qual você pode se expressar, é possível verificar como está o seu progresso na hora de enfrentar a ansiedade.

5. Acalme suas preocupações

Sabe aquela necessidade de resolver problemas que ainda não aconteceram? Pois, então, acalme essas suas preocupações. A ansiedade faz com que um tempo precioso seja perdido pensando no que pode acontecer, trazendo nada mais do que angústia. Aprenda a lidar com os esses pensamentos que geram preocupações.

Se você tem dificuldade de enfrentar a ansiedade sozinho, considere procurar ajuda profissional.


Autora: Aguilaia Lopes, jornalista especializada em dependência química. Texto originalmente publicado em: ctviva.com.br

Anúncios